o que acontece em nossas cabeças quando prestamos atenção em algo?

Dezembro 29, 2012 § 3 comentários

image_medium

Fonte da imagem aqui.

Conhecido por ser um dos fundadores da Psicologia Moderna, William James (1842 – 1910) foi dos primeiros a procurar responder cientificamente essa questão. Sua tentativa de conceituar de atenção, registrada em seu livro “Os princípios da psicologia” (Harvard University, 1890), tornou-se um clássico, citada na maioria dos escritos sobre o tema:

Todo mundo sabe o que é atenção. É o tomar posse pela mente, de forma clara e vívida, de informações onde vários objetos e linhas de pensamento estão presentes simultaneamente. Focalização e concentração são sua essência; ela implica na seleção de algumas informações e pensamentos de maneira ordenada para lidar eficazmente com as outras.

 Esse é o início do texto que escrevi para a revista da Móbile, escola em que trabalho. Em sua décima edição, a revista traz artigos referentes à formação acadêmica dos professores da escola. O meu, sobre a função cognitiva denominada atenção, é fruto do meu trabalho de pesquisa de quando fui aprendiz de neurocientista no Laboratório de Neurociências e Comportamento da Universidade de São Paulo. Para ler o texto na íntegra, clique aqui. Mais referências sobre o tema:

  • Nahas, T.R.; Xavier, G.F. Atenção. In: Andrade, V.M.; Santos, F.H.; Bueno, O.F.A. (Orgs.) Neuropsicologia hoje. São Paulo: Artes Médicas, 2004.
  • Nahas, T.R.; Xavier, G.F. Neurobiologia da Atenção. In: Andrade, V.M.; Santos, F.H.; Bueno, O.F.A. (Orgs.) Neuropsicologia hoje. São Paulo: Artes Médicas, 2004.
Advertisements

Tagged: , , , , ,

§ 3 Responses to o que acontece em nossas cabeças quando prestamos atenção em algo?

  • karl2436 diz:

    Tati,

    Não consegui ler o texto no google.docs porque a definição está meio ruinzinha. Queria entender melhor o fato de que William James tenha sido um dos primeiros a tentar conceituar a “atenção”. Acho que a concentração dos sentidos em direção a um objeto já tinha alguns primórdios em Platão (tudo aliás, hehe), mas estou lendo umas coisas do Agostinho (séc III D.C) em que a attentio é bastante citada à propósito da percepção de tempo.

    Precisava ler melhor seu texto para saber do que se trata.
    Obrigado

    • trnahas diz:

      Oi, Karl!
      De fato, a resolução está ruim, mesmo no texto original, por conta desse fundo com listras e quadradinhos que inventaram de colocar na diagramação. Se quiser, me mande teu e-mail por DM no Twitter ou no contato aqui do blog, que só aparece pra mim, e aí te encaminho o texto original sem esse fundo esquisito.
      Agora sobre as propostas de Platão e Santo Agostinho a respeito, de fato desconheço e fiquei bem curiosa em conhecer, se puder me indicar alguma referência… Não deixei isso tão claro, mas o James é considerado o primeiro a conceituar atenção em termos de função cognitiva, ou seja, já reconhecendo a existência de um substrato neural para isso e relacionada a outras das chamadas funções cognitivas superiores, como a memória. Também entendo que foi o primeiro a destacar a questão da seleção de estímulos como fundamental para conceituação de atenção dentro do processo perceptivo.
      Abração!

  • karl2436 diz:

    Ah, e parabéns, hehe

Deixe um comentário ao post

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading o que acontece em nossas cabeças quando prestamos atenção em algo? at ciência na mídia.

meta

%d bloggers like this: