as plantas se movimentam

Dezembro 6, 2010 § 5 comentários

As plantas não foram convidadas a embarcar na Arca de Noé, apenas os animais. Contudo, é impossível que uma cadeia alimentar se estabeleça sem que haja um organismo autotrófico.

Quando nos referimos aos maiores seres viventes na Terra,  é comum nos esquecemos das plantas. Geralmente a baleia azul figura como primeira colocada, mas a real campeã é a árvore sequóia gigante (Sequoiadendron giganteum), que tem uma massa aproximada de 2 mil toneladas.

Esses e outros equívocos sobre as plantas são divertidamente apresentados por Stefano Mancuso na TED Talk reproduzida abaixo.

Ele defende que a ideia consagrada de que as plantas são seres vivos inferiores comparadas aos animais começou com a proposição de Aristóteles de que os animais seriam providos de alma por se movimentarem e apresentarem sensação. Como as plantas não apresentam essas “propriedades”, nada de alma.

Deliberadamente fugindo da discussão sobre se plantas e/ou animais têm alma, seja lá o que isso for, o fato é que o restante da afirmação está incorreta. As plantas se movimentam sim e respondem a estímulos ambientais. Chamar isso de “sensação” dentro da alegada área de pesquisa “neurobiologia vegetal”, como faz o palestrante, é um pouco demais na minha opinião, já que sentir envolve um processamento neuronal bem mais complexo que, até onde sabemos, plantas não apresentam mesmo.

De qualquer forma, as plantas apresentam diversos tropismos – movimentos direcionados a estímulos, como luz, gravidade, pressão etc -, possuem relógio biológico, as carnívoras têm capacidade de capturar insetos e outros pequenos animais e muitas plantas desenvolveram, ao longo de anos de evolução, uma relação íntima, em nível químico, com animais polinizadores e/ou dispersores de suas sementes. Todos esses processos são intermediados por fitormônios.

Veja alguns exemplos fascinantes disso no vídeo abaixo, trazidos à tona principalmente a partir da publicação por Charles Darwin (sempre ele!), em 1880, de  estudos sobre o movimento das plantas que conduziu em parceria com seu filho Francis.

Se gostou desse lado agitado da vida das plantas, certamente vai gostar ainda mais do documentário a Vida Privada das Plantas. Mais informações, incluindo uma prévia do mesmo e link para download, aqui.

Para os professores, aqui há uma sequência de experimentos bem bacana para abordar os tropismos vegetais.

Tagged: , , , , , ,

§ 5 Responses to as plantas se movimentam

Deixe um comentário ao post

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading as plantas se movimentam at ciência na mídia.

meta

%d bloggers like this: