enfim, a resposta: a galinha veio antes do ovo

Julho 16, 2010 § 5 comentários

Começo confessando que roubei o título do post a partir de um tuíte do André Teixeira. Achei uma ótima síntese para uma notícia científica no mínimo interessante que circulou essa semana.

Ocorreu que cientistas britânicos identificaram que uma proteína encontrada apenas no ovário de galinhas é necessária para a formação da casca do ovo. A conclusão a que se chegou e se divulgou é que para que exista o ovo, é necessária a existência da galinha, o que poria fim na dúvida que atravessa séculos. [como exemplo, veja reportagem com vídeo no Jornal da Globo.]

[detalhe divertido, como já muito bem notado: essa proteína que forma o ovo é chamada de ovocleidina.]

Bem, como costuma acontecer nos casos de notícias cienciacionalistas, a história não é bem essa. Ressalte-se porém, que um dos cientistas responsáveis pela pesquisa tem grande contribuição nesse episódio, já que teria dito:

Há tempos se suspeita que o ovo veio primeiro, mas agora temos a prova científica que mostra que de fato a galinha veio primeiro.

Com esse “há tempos se suspeita que o ovo veio primeiro”, o cientista se refere ao raciocínio evolutivo que já se desenvolveu a partir de registros fósseis e outras evidências: as galinhas, como aves que são, têm forte parentesco evolutivo com os répteis, os quais também apresentam ovos. Assim, evolutivamente falando, os ovos vieram antes das galinhas.

É este raciocínio evolutivo que está sendo substituído por essa nova descoberta dos cientistas britânicos. Mas, como disse, a história não é bem assim. Para explicar o porquê, aproveito para reinaugurar a seção ciência traduzida aqui do blog e apresento a livre tradução de trecho de post no Pharyngula (famoso blog sobre ciência de autoria do biólogo PZ Myers):

[…] O que eles encontraram foi uma molécula específica chamada ovocleidina, que é membro da família do tipo C das proteínas similares a lectina. Essas moléculas estão por toda parte; elas são moléculas de adesão celular, algumas estão involvidas na sinalização celular, algumas agem modulando o sistema imunitário e vias de coagulação sanguínea. Também são encontradas em venenos de cobras. São ainda encontradas em diversos tipos de animais, do C. elegans aos mamíferos. Sua propriedade é ligar-se ao cálcio.

Em aves, essas proteínas estão relacionadas à regulação da formação da casca do ovo. Elas se ligam ao cálcio e podem promover a cristalização do carbonato de cálcio e também controlar a taxa de formação do cristal. As galinhas possuem ovocleidina, mas gansos apresentam  molécula similar, a ansocalcina, e avestruzes têm a estrutiocleidina. […]

Simplesmente não se pode chegar à conclusão apresentada na reportagem. A espécie ancestral do Gallus gallus colocava ovos, o último ancestral comum a todas as aves colocava ovos, os répteis que precederam as aves colocavam ovos… o surgimento da postura de ovos não foi coincidente com a evolução da ovocleidina. A primeira galinha que adquiriu a proteína que agora chamamos de ovocleidina o fez por mutação de uma proteína pré-existente também advinda de um ovo. […]

Atualização em 22/07/2010: Sobre essa pesquisa, leia excelente post no Ciensinando: Sobre galinhas e ovos (ou “Como espalhar um erro”).

Advertisements

Tagged: , , ,

§ 5 Responses to enfim, a resposta: a galinha veio antes do ovo

Deixe um comentário ao post

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading enfim, a resposta: a galinha veio antes do ovo at ciência na mídia.

meta

%d bloggers like this: