a vacina contra a gripe suína é segura?

Março 21, 2010 § 19 comentários

A vacina contra a gripe suína contém substâncias tóxicas? É verdade que essa vacina é um plano do governo estadounidense para reduzir a população mundial matando deliberadamente um grande número de pessoas? É mais arriscado tomar a vacina do que contrair a gripe?

As perguntas angustiadas estão pipocando entre as pessoas. Esse é o momento que os spams proliferam, só piorando o cenário. Se você está em dúvida, é natural e desejável que procure se informar a respeito. Mas cuidado com as fontes de informação que utiliza; algumas são piores do que informação nenhuma.

Como fiz durante a temporada anterior da gripe A H1N1, deixo uma seleção de boas fontes com o intuito de ajudar aqueles que estão mais inseguros:

Informações gerais sobre a gripe suína (gripe A H1N1) podem ser encontradas no site do Ministério da Saúde e no Influenza A (H1N1) Blog, da Biblioteca Virtual em Saúde.

Informe-se, relaxe, vacine-se e viva tranquilo!

Atualização em 27/03/2010: Esse excelente post do biólogo Roberto Takata esclarece passo a passo os absurdos erros do e-mail alarmista sobre a vacina da gripe suína que mais tem circulado por aí. Leitura obrigatória!

E também da lavra de Takata: Gripe e conspiração – Como bem resumiu o @oatila, “por que a indústria farmacêutia ia conspirar pra lucrar com a vacina quando o remédio pra gripe vale mais?”

Atualização em 30/03/2010: No Ceticismo Aberto, uma super compilação referendada sobre os riscos, benefícios e demais números relacionados à vacina contra o H1N1 – A histeria da vacina. Leitura obrigatória para quem tem dúvidas sobre a  segurança da vacina.

Tagged: , , , , ,

§ 19 Responses to a vacina contra a gripe suína é segura?

  • Gostaria apenas de compartilhar com voce as seguintes opinioes de vários especialistas no assunto, epidemiologistas com PhD, médicos experientes e experts em vírus dizem que a vacina não foi testada o suficientemente para fazer uma vacinação em massa deste tipo, e que esse pânico todo não é justificado.

    Veja o que alguns especialistas disseram:
    ————————————–…
    Philip Alcabes, PhD
    Qualificações: PhD em epidemiologia de doenças infecciosas pela Universidade Johns Hopkins Mestrados em bioquímica e saúde pública. Professor na Universidade de Yale e na Universidade da Cidade de Nova York.
    “Houve um tremendo exagero com a ameaça representada pelo vírus H1N1 que acabou como uma espécie de galinha dos ovos de ouro para os fabricantes de vacinas e as empresas farmacêuticas”.
    ————————————–…
    Veja mais declaracoes aqui, com todas as fontes checáveis linkadas:
    [comentário da editora do blog: o link indicado pelo leitor foi retirado porque não assino embaixo de seu conteúdo. No entanto, o leitor que quiser ter acesso a este conteúdo, pode clicar no nome do autor desse comentário e visitar seu blog com este material]

    • trnahas diz:

      Oi, Emerson.
      Obrigada por sua visita ao blog.
      É, essas declarações estão se espelhando aos montes por aí… Confesso que já estou ficando um tanto cansada disso!

      Pense bem: quem seriam os interessados nisso? As indústrias farmacêuticas? Os governos? Ok, mas de TODOS os países? E como eles fizeram para combinar esse complô entre si? E como será que convenceram todos os médicos e outros profissionais de saúde no mundo todo a participarem da farsa? Você não acha essa teoria da conspiração muito estranha?

      Se não pelo conhecimento científico específico, no mínimo pela lógica eu descartaria esse monte de pânico espalhado. E só pra mostrar que não neglicenciei os links que você cuidadosamente selecionou, cito a página de Phil Alcabes, que você menciona em destaque no comentário. Reparou que a primeira coisa que aparece no site do fulano, em letras garrafais, é o livro que ele está vendendo? Podemos aplicar o mesmo raciocínio então: se as indústrias farmacêuticas e os governos estariam querendo nos enfiar a vacina goela abaixo por interesses econômicos, será que esses espalhadores de pânico não estão fazendo isso pelas mesmas razões? Para vender seus livros, para aparecer em programas de televisão, para ganhar dinheiro com palestras…

      Retórica todo mundo pode ter, mas cadê as provas que eles apresentam sobre a toxicidade da vacina, a ineficácia da mesma ou qualquer outra das afirmações que levianamente fazem?

      • Ministério da Saúde diz:

        Prezado trnahas,
        Em todas as campanhas de vacinação, realizadas pelo mundo, surgem teorias de que estas imunizações causam sérios danos ou até morte. Porém, estes fatos não são verdadeiros. Nosso país tem tradição em campanhas de vacinação. Já erradicou doenças e diminuiu os danos causados por muitas outras. A vacina é justamente para ajudar a diminuir os males provocados por um vírus que matou milhares de pessoas pelo mundo e, centenas no Brasil. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os principais efeitos colaterais da vacina são dores de cabeça, nos músculos e articulações e febre. São sintomas leves, que devem durar cerca de dois dias. Em casos mais raros, pode haver reação alérgica.

        Att,
        Ministério da Saúde
        fernanda.scavacini@saude.gov.br

        • trnahas diz:

          Olá, Fernanda,
          obrigada por seus esclarecimentos! Sem dúvida que essas palavras ajudarão a derimir dúvidas de diversos vivitantes do blog.
          Espero que esteja de acordo também com as informações indicadas nos links (o Ministério da Saúde incluído) como boas fontes de informação de forma a combater o que de mais sensacioalista tem sido levantado nessas “teorias da conspiração” e apresentar os reais (e ínfimos, em comparação com o que a própria gripe pode provocar) riscos da vacina.
          Um abraço,
          Tatiana

    • trnahas diz:

      Emerson,
      optei hoje por retirar o link que você havia postado unicamente par ser coerente com a ação que tive que tomar em resposta ao outro comentário que vem abaixo. Isso não se refere de forma alguma à sua contribuição em especial, já que considero que você foi bastante respeitoso e disposto à troca de ideias em seu comentário e essa participação é muitíssimo bem vinda aqui no blog. Por favor, me avise caso você tenha se sentido lesado de alguma forma com essa atitude.
      Obrigada! Um abraço,
      Tatiana

    • Ministério da Saúde diz:

      Prezado Emerson,
      Segundo a Organização Mundial de Saúde a vacina a ser utilizada é segura e já está em uso em outros países. Não tem sido observada nesses países uma relação entre o uso da vacina e a ocorrência de eventos adversos graves. E antes de ocorrer a vacinação é comprovada sua eficácia e qualidade. A vacina registra uma efetividade média maior que 95%.

      Att,
      Ministério da Saúde
      fernanda.scavacini@saude.gov.br

  • Rodrigo diz:

    [esse comentário foi modificado pela editora do blog. A modificação consistiu na retirada dos links postados pelo autor do comentário. As razões são expostas abaixo, na resposta ao comentário.]

    Você recebeu o materiais por email?
    Elaborei esses materiais com todo o respaldo dos maiores veículos de comunicação do país.
    Espero que você faça uma matéria expondo também esse ponto de vista, para que as pessoas possam ter o direito de analisar e escolher.
    Seja democrática!
    Não espero que você fique contra a vacina, pois respeito sua decisão, apenas peço que mostre o outro lado da história sem pré-julgamento formado.
    Respeitar os dois ponto de vista e deixar com que as pessoas escolham.
    Essa é a decisão mais certa a fazer.
    Sabe porque?
    Se a vacina for realmente verdade, se algum de seus leitores seja prejudicado por ela, qual será o seu posicionamento perante seus leitores?
    O mesmo acontece se a pessoa não tomar a vacina, pegar a gripe e também ter complicações.
    Portanto, vamos dar o direito de escolha as pessoas expondo os dois lados.
    Contamos com sua imparcialidade.

    • trnahas diz:

      Prezado Rodrigo,
      recebi os 3 e-mails que você vem mandando desde ontem. Na verdade, foram direcionados para caixa de spam, já que vieram de proveniência desconhecida. Não li todo o material que você mandou por absoluta falta de tempo. Quem sabe no próximo fim de semana.

      Sobre seu comentário, considero-o bastante impertinente e até um pouco grosseiro. Com base em que você me acusa de parcial, não democrática, desrespeitosa de pontos de vista e responsável por possíveis problemas de saúde que as pessoas possam vir a ter tomando ou não a vacina?

      A resposta curta para o seu comentário seria: o blog é meu e posto o que eu considerar interessante, importante, relevante e correto. A resposta longa seria: não publico nada aqui sem ter lido e avaliado antes. É daí que vem grande parte da credibilidade que adquiri junto aos leitores mais assíduos. Assim, não vou publicar seus links porque não li o material que lá está e não sei se assino embaixo do que está escrito ao ponto de recomendar. Isso independe se são coisas “com todo o respaldo dos maiores veículos de comunicação do país”. Eles, como qualquer prática humana, também podem ser precários e enviesados. É preciso ler com um mínimo de conhecimento científico e senso crítico para identificar, caso a caso, quando se trata de informação séria, quando se trata de bobagem e quando se trata de alarmismo.

      Voce fala em imparcialidade, democracia, direito de analisar e escolher. Pois é, concordo plenamente com essa parte! Por isso publico em meu blog o meu conhecimento e a minha opinião. Você publica no seu blog o seu conhecimento e a sua opinião. Outras pessoas fazem o mesmo. E os leitores escolhem o que leem, usando seu senso crítico e livre arbítrio. Também exercitam seu direito de analisar e escolher. E então toma a decisão que achar mais adequada. Isso é democracia, imparcialidade e responsabilidade na minha concepção, entende?

      De qualquer forma, o link para o seu blog segue no seu nome neste comentário. Quem quiser pode chegar até ele por um clique e ler o que você tem a dizer. Também não espero que você fique a favor da vacina e também respeito sua decisão. Assim como respeito sua decisão de postar em seu blog aquilo que achar correto e apropriado.

      Conto com sua compreensão.
      Um abraço,
      Tatiana

  • Rodrigo diz:

    Certo, realmente fui demasiado impertinente, peço desculpas.

    Aguardo sua analise!

    • trnahas diz:

      Ok, Rodrigo, desculpas aceitas.
      Aproveito para fazer um pedido: por favor, retire meu e-mail que foi colocado sem autorização em sua lista de mailing. Além dos 3 e-mails já recebidos até essa conversa aqui no blog, acabo de receber um outro de conteúdo similar. Gostaria de não receber mais esses e-mails, ok? Eu já tenho o endereço do seu blog, inclusive linkado aqui, e posso procurar por lá todo o material que você reuniu, sem necessidade de ter minha caixa de e-mail repleta de comunicados não solicitados.
      Obrigada,
      Tatiana

  • Daniel diz:

    Uma pergunta aos conspiracionistas de plantão: Ainda que os governos do mundo todo conseguissem convencer todos os cientistas do planeta a participar de um ato genocida (desnecessário dizer que isso é absurdamente improvável), o que os chefes de Estado ganhariam dizimando milhares de seres humanos geradores de riqueza e pagadores de (gordos) impostos? Imaginem só a queda nas receitas! E quanto aos laboratórios: o que teriam a ganhar jogando o seu próprio nome no lixo? O que diriam os acionistas dessas corporações? Isso sem mencionar o risco de todos os responsáveis irem parar no Tribunal de Haia.

  • Rosa maria Amaral diz:

    Para oms.

    Até onde estes comentarios da vacina H1N1tem fudamentos, esta vacina realmente é segura? Estes comentarios esta deixando a populção muito preocupada.

    • trnahas diz:

      Olá, Rosa!
      Esses comentários não tem fundamento. Os links que indicam explicam cada um dos aspectos apontados por cada um dos comentários incorretos, visite-os e fique mais tranquila.
      Um abraço,
      Tatiana

  • Bruna diz:

    Olá,Bruna!
    Queria saber se está vacina pode causar reações muito fortes,pois tenho rinite alérgica e faço uso de Flixonase e Noez.

    • trnahas diz:

      Oi, Bruna,
      dasculpe, mas não tenho como responder sua pergunta, você precisa consultar um médico para saber disto com certeza. Eu não sou médica e qualquer resposta que lhe desse seria irresponsabilidade minha.
      De qualquer forma, acredito que se tivesse alguma restrição desse tipo, já constaria das advertências e recomendação do Ministério da Saúde.
      Mas sugiro que você consulte um médico ou o Disque Saúde (0800 61 1997) para obter mais informações.
      Um abraço, Tatiana

  • ola ,
    gostaria de alertar a populçao sobre a vacina;
    segundo as informaçoes que tenho,a vacina da gripe suina(H1N1)é mais perigosa do que a gripe,SIM,pessoas estao morrendo por causa da vacina.
    Eu recomendo a voces que nao tomaram a dar Graças a Deus,´pois foi o proprio laboratorio que fez este virus;e agora a super bacteria!!!Cuidado com essas vacina!!!se voces vacinaram suas crianças ore a Deus nao a imagem , para nada de ruim acontecerem com elas!!!Abraços!
    Deus te Abençoe!

    • trnahas diz:

      Marcia, quais são essas informções que você têm que diferem de todas as informações sérias à disposição da população? Se quer realmente ajudar as pessoas, explique o que sabe citandoas fontes, assimp odemos saber se tratar de informações verdadeiras e não alarmismo. O mesmo vale para a sua citação sobre a superbactéria. Puro alarmismo. Ou você também tem informações diferentes nesse caso?
      Respeito suas crenças embora não as compartilhe, mas gostaria de ter informações mais precisas do que “orar a Deus e não á imagem”.

  • suzana diz:

    eu vi em uma reportagem na tv que se a pessoa ,tomou a vacina da gripe ,e for faser o teste HIV da positivi????

    • trnahas diz:

      Oi, Suzana!
      Você lembra onde viu isso? Trata-se de um absurdo total! A gripe A é provocada por um vírus completamente diferente do HIV – diferente em todos os sentidos, a começar pelo tipo de material genético que possuem: o vírus da gripe A só contem uma fita simples de RNA como material genético e não forma DNA, enquanto o HIV é um retrovírus, ou seja, produz DNA a partir do RNA que possui. São estruturas e formas de ação muito distintas.
      Um abraço,
      Tatiana

Deixe um comentário ao post

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading a vacina contra a gripe suína é segura? at ciência na mídia.

meta

%d bloggers like this: