café de laco

Agosto 9, 2009 § 2 comentários

Uma amiga muito especial, com quem tive a oportunidade de compartilhar ótimos momentos no Laboratório de Neurociência e Comportamento, hoje vive no Timor Leste. Ela foi pra lá há quatro anos na missão brasileira para desenvolvimento do currículo de ciências em língua portuguesa no país e por lá ficou.

Segue trabalhando no desenvolvimento de materiais e diretrizes para educação em ciências e saúde em contextos multilíngues na região do sudeste asiático e sempre envia e-mails deliciosos relatando suas peripécias por lá. Na última mensagem, ela contou a curiosa história do café de laco, que compartilho abaixo para diversão de todos:


cafeSabem o que é isso nas fotos?

É o café mais caro do mundo. O quilo custa 600 euros na Europa e consta ser altamente apreciado, tanto lá quanto na Ásia.

O que é realmente engraçado é a história por trás do café em questão. É chamado de “kopi luwak” em malaio e “café de laco” em português. O laco é o bichinho na outra foto: é um marsupial arborícola nativo desta região do Pacífico. O nome oficial dele é “civeta almiscarada asiática”, mesmo que esteja errado: a civeta é um tipo de felino, o que não é o caso.

Os lacos gostam muito de viver em meio aos cafeeiros, particularmente em regiões montanhosas (vejam a pelagem longa do bicho). Comem os frutos do café e expelem os grãos sem digeri-los. Melhor dizendo, só ligeiramente “arranhados” pelas enzimas digestivas. Os trabalhadores das plantações recolhem os bolos fecais, lavam-nos e extraem os grãos, que, depois de torrados e moídos, dão o tal café. Dizem (nunca tive a coragem de provar) que tem um delicioso gosto achocolatadlakuo….

Um amigo meu recolheu quilos e quilos disso nas suas plantações neste ano. Daí a foto. Consta q já vendeu tudo!

Os lacos são muitas vezes vendidos aqui como animais de estimação, mesmo que isso seja proibido por lei. Esse que está na foto estava sendo carregado por um vendedor ambulante e tentava entrar no meu carro para ficar no fresquinho e na penumbra, já que é um animal noturno.

Interessado em provar uma xícara de kopi luwak? Ainda bem que informações na net são gratuitas… Mais sobre o café mais exótico e mais caro do mundo aqui na Wikipedia e aqui em reportagem da revista Galileu reproduzida na revista Cafeicultura.

(Créditos: o texto e a foto do laco são da minha amiga, Lotte Marianne Pires Renault; a foto do café é do Prof. Antonio de Almeida Serra, consultor e fotógrafo amador que está há dois meses no Timor Leste)

Tagged: , , ,

§ 2 Responses to café de laco

  • Anónimo diz:

    Pena que se tenham enganado na fotografia, mostrando um opossum e não um “laco”. São animais de espécies diferentes e com hábitos diferentes, incluindo alimentares.

    • trnahas diz:

      Puxa, tem certeza? A pessoa que fotografou entendia do assunto…
      Mas você poderia explicar quais as principais diferenças entre os dois animais? E o opossum também “contribui” pra produção desse café exótico?

Deixe um comentário ao post

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading café de laco at ciência na mídia.

meta

%d bloggers like this: