série homem na Lua – 7

Julho 20, 2009 § 4 comentários

Peço licensa (ups!) licença aos leitores, mas esse post vai ser totalmente “meu querido diário”. Já aviso de saída para que não se sintam enganados, mas declaro a meu favor que manterei a linha do blog e falarei de ciência na mídia.

Ontem fiz a noite da TV e assisti às programações especiais sobre os 40 anos da chegada do homem à Lua no Fantástico e na Globo News. Confesso que achei até divertidinha a reportagem do Fantástico sobre o jipe de exploração lunar desenvolvido pela Nasa (brinque aqui).

Mas a sensação foi a segunda parte do documentário da Globo News, em especial o relato passo-a-passo sobre como tudo rolou lá na Lua. Que agonia: o módulo com Aldrin e Armstrong foi lançado a uma distância maior que a planejada, o “ponteiro” sinalizou apenas mais 3 minutos de combustível e, sempre é recomendável  não perguntar o que mais falta acontecer, o computador deu alerta de sobrecarga e ficou funcionando no modo padrão.  Armstrong ficou lá tentando “estacionar” o troço na contagem regressiva do combustível e com o diacho do computador apitando. Tudo isso, vamos lembrar, na Lua!

Foi emocionante ouvir ontem esse relato da boca dos próprios que participaram dessa aventura e ver as cenas. É que… sei lá, por mais que a gente se informe sobre o funcionamento dos foguetes, leia sobre isso em vários lugares, até veja a retransmissão de alguns lançamentos, se for pensar bem, bem mesmo… o que aconteceu é que os caras foram arremessados (tá, foi um desacoplamento do módulo lunar…) e ficaram tentando chegar em chão firme do melhor jeito possível, manobrando aqui e ali, quase um Santos Dumont na fase dos primeiros dirigíveis. E com o computador apitando e o combustível acabando…

No final das contas, como tudo mundo sabe (embora alguns não acreditem), deu tudo certo e pousaram na Lua. Mas com combustível suficiente para apenas mais 30 segundos!!!! Não se espantaram com o número? E se eu repetir o que disse o comandante da missão, que a memória do computador que usavam nas operações era 64Kb?

Com tantas emoções, não é de se estranhar em nada que Aldrin não tenha sido bem sucedido em seu primeiro saltinho na Lua e tenha tido que ficar lá agarrado na escadinha até conseguir produzir um nas proporções adequadas… Já Armstrong desempenhou sem ressalvas seu papel de comandante: desceu do módulo instantes antes como se nada dessa confusão toda tivesse acontecido, deu seu primeiro passo-salto-lunático super certinho e já foi logo soltando frase de efeito, dessas que ficam registradas para a posteridade.

Enfim, demais! E hoje quando li o New York Times encontrei parceria no meu espanto e a expressão exata do que pensei: “How did that work?” (só que eu pensei em português mesmo, lógico). Vejam a historinha do espantado Mike Hale no artigo To the Moon, Buzz! Apollo 11 at 40. Também está um pouco “meu querido diário”, só que aqui de alguém que viu essas cenas todas duas vezes: em 1969 e agora, 40 anos depois (lá tem também seleção de imagens do 2001: uma odisséia no espaço + filminho da missão à Lua).

E, ok, para não reclamarem que fiquei só no meu umbigo, segue o link para uma animação que mostra como o homem chegou à Lua (do G1). Tá bem jóia, boa para usar em sala de aula!

Tagged: , , , , , , ,

§ 4 Responses to série homem na Lua – 7

  • Ricardo Mattar diz:

    Prezada Tati, como vai?
    Quero parabenizá-la pelo BLOG que está muito bem estruturado, atualizado diariamente e gostoso de ler. Precisamos de mais BLOGS assim, direto ao assunto, sem dor.
    Abração do Ricardo Mattar

  • MReale diz:

    Olá,

    Fico feliz em saber que mais pessoas escreveram sobre este assunto (“man on the moon…”) em seus blogs. Hoje em dia muita gente trata este assunto tão fascinante como hoax ou simplesmente o ignora, como se não tivesse acontecido. Daí a grata surpresa ao ver que mais alguém se interssa por este feito que mistura tecnologia, ciência, ingenuidade e espírito de aventura. (ah, tb politica, afinal sem motivação na há grana…). Parabéns.

  • trnahas diz:

    Olá, Reale!

    Muito obrigada por seu comentário e sua visita ao blog!

    Realmente esse assunto me encanta, acho fascinante a ousadia desde a concepção da idéia de ir ao espaço, à Lua… É tão incrível que até hoje tem gente que duvida que aconteceu :)

    Abração!

Deixe um comentário ao post

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading série homem na Lua – 7 at ciência na mídia.

meta

%d bloggers like this: