o jornalismo científico por Carl Zimmer

Junho 10, 2009 § Deixe um comentário

Em alguns posts anteriores falei um pouco do meu incômodo sobre o andar da carruagem do jornalismo científico no Brasil. Daí me deparei com uma entrevista recente do Carl Zimmer ao blog Neuronarrative e resolvi trazer um pouco dela pra cá.

Antes de mais nada, declaro que sou super fã do Zimmer, acho que ele escreve deliciosamente bem e é um dos raros exemplos de jornalismo científico “como corresponde“. Super recomendo seu blog (aliás, tá na listinha do passeio na net) e os ótimos artigos que escreve no New York Times.

E agora um trechinho da entrevista que tem tudo a ver com o post mais do mesmo:

DiSalvo: Non-traditional outlets, like blogs, are more and more filling a role of delivering science content – but I know you’ve expressed some concerns before about blogs not having the resources to do solid investigative journalism, like a newspaper would.  Do you think that function is really in jeopardy – or, perhaps, morphing into something else?

Zimmer: I can’t think of a blogger who arrived on the scene and declared that she or he was going to replace science journalists. They had something else in mind. They wanted to write about beetles or attack medical quacks or do something else that filled them with enough passion to figure out how to use WordPress.  So I don’t think science bloggers ever claimed that they would replace science journalists. They were certainly ready to call out the bad science journalists and explain why they were peddling misinformation. But that’s different.

I could imagine science bloggers attracting some of the readers who would have turned to science journalism otherwise. But there’s some stuff that won’t be replicated if science journalism were to disappear. The plain fact is that it costs money to send people places to report. And science often happens in the remotest places on Earth, like the South Pole or Pacific islands or on top of mountains. Bloggers blog mainly for love, and love won’t get you to Mount Kilimanjaro.

Comento:

  • concordo que o jornalismo científico nos “meios tradicionais” de comunicação é essencial, mas raríssimos são aqueles que realizam essa tarefa com alguma seriedade;
  • também concordo que os blogs geralmente são mesmo uma espécie de “meu querido diário”, é do seu perfil (esse aqui não deixa de ser um exemplo). Mas não se pode negar que há blogs ótimos sobre ciência, muito mais do que bons trabalhos de jornalismos científicos. O próprio Zimmer é exemplo disso: hoje seu blog está atrelado à Discovery, mas até julho do ano passado o The Loom era completamente independente e completamente ótimo;
  • sim, cobrir matérias tem um custo. Cobrir ciência nos rincões do mundo pode ter um custo mais elevado do que cobrir o que ocorre na bolsa de valores. Mas eu não transformaria isso numa regra geral, muito menos numa desculpa para esse jornalismo científico mirrado que vemos por aí. Por exemplo, será que cobrir a ciência custa mais caro do que mandar os repórters para Fernando de Noronha por vários dias para ficarem por vários dias falando mesmices sobre o acidente aéreo da Air France? Com todo respeito pelo sofrimento dos parentes das vítimas, mas será que tem alguma utilidade ficarmos de 10 em 10 minutos escutando coisas do tipo “foi encontrada uma maleta com laptop com alguns dos destroços”, “a fragata Constituição recolheu parte da cauda”, “havia também uma bolsa com o tícket de embarque do vôo” e otras cositas más…? Qual o valor de sabermos o nome da fragata? Que grande informação é essa sobre o laptop?

Enfim, rabugices de uma quarta feira chuvosa…

[Quem não conhece Carl Zimmer, pode obter mais informações no seu site ou no seu blog na Discover]

Advertisements

Tagged: , ,

Deixe um comentário ao post

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading o jornalismo científico por Carl Zimmer at ciência na mídia.

meta

%d bloggers like this: